terça-feira, 31 de maio de 2011

Saudações Amigas (os) !!!


Uma mensagem para tornar nossa vida mais simples !!!
Namastê 
Neiva Novelli



  
Lembre-se de que você é o que mais pratica !!!  



     A prática  repetida é um dos princípios básicos da maioria dos caminhos espirituais e meditativo.Em outras palavras, o que você mais praticar, é o que será.Se você tem o hábito de se retesar toda a vez que a vida não lhe parece bem, reagindo repetidamente à crítica, com atitude defensiva insistindo em estar certo, permitindo que o seu pensamento forme bolas-de-neve em reação à adversidade, ou agindo como se a vida fosse uma emergência, então, infelizmente, sua vida será um reflexo desse tipo de prática.Você será frustrado porque, de certa maneira,  praticou a frustração.

     Do mesmo modo, no entanto, você pode escolher cultivar atitudes da compaixão, da paciência, da simpatia, humildade e paz - mais uma vez, por meio da prática. Acho que está correto o ditado que diz que a prática faz a perfeição. Faz sentido, então, o cuidado com a prática.

     Não quero com isso dizer que você deva transformar sua vida toda num grande projeto cuja meta é o constante aperfeiçoamento. Apenas que ajuda imensamente tornar-se consciente de seus hábitos, interiores e exteriores.

  •    Onde focaliza sua atenção? 

  •    Como gasta seu tempo?
  •  
  •     Está cultivando hábitos que ajudam suas metas     preestabelecidas ?

  •  O que você costuma dizer que é o objetivo de sua       vida  corresponde  ao que sua vida realmente é?

     Fazer essas e outras perguntas igualmente importantes, respondê-las sinceramente, ajuda a determinar quais estratégias lhe serão mais úteis. 
 
     Você alguma vez pensou, "Gostaria de gastar mais tempo comigo" ou "Sempre quis meditar" , e nunca encontrou tempo para fazê-lo?
 
     Infelizmente a maioria das pessoas gasta muito mais tempo lavando seus carros ou assistindo reprises de programas da televisão que elas nem apreciam tanto assim, do que encontrando tempo para os aspectos de sua vida que nutrem seus corações.
 
     Se tiver em mente que você é o que pratica, começará  a escolher diferentes tipos de prática.
Fonte : Richard Carlson, Ph.D.

domingo, 29 de maio de 2011




Saudações Amigas (os) !!!
  

     Mais uma vez as bactérias, pesticidas e substâncias tóxicas sendo pesquisadas e provando o caos que causam  em nosso organismo!

 

 

 

     Obesidade: culpa pode ser de bactérias


     Micro-organismos da flora intestinal e contato com substâncias tóxicas têm impacto no peso, diz ciência


      Mariana Lenharo - Jornal da Tarde
     Ganhar peso não depende apenas do equilíbrio entre a quantidade de calorias ingeridas e a energia gasta com atividades físicas ou da herança genética.

     Essa equação pode contemplar pelo menos mais três variáveis, como o tipo de bactéria que a pessoa tem em sua flora intestinal, o grau de exposição a substâncias tóxicas e a quantidade de cálcio que ela ingere, de acordo com pesquisadores brasileiros que ontem se reuniram para debater o assunto.

     O tema foi discutido no simpósio Causas não clássicas da Obesidade, durante o 15º Congresso Brasileiro de Obesidade e Síndrome Metabólica, em São Paulo. Um dos palestrantes, o endocrinologista Mário José Abdalla Saad, professor de Clínica Médica da Faculdade de Ciências Médicas da Unicamp, diz que começou a pesquisar sobre o papel da flora bacteriana intestinal na obesidade há quatro anos e sua primeira pesquisa sobre o assunto foi publicada em 2006 pela revista científica Nature.

     "O número de bactérias que habita nosso intestino é 10 vezes maior do que o número de células do nosso próprio organismo. Por isso, achar que elas não têm nenhum papel relevante em doenças é um pouco de inocência", analisa. Segundo ele, bactérias presentes no intestino do obeso são diferentes das observadas no intestino de um indivíduo magro, tanto em ratos quanto em seres humanos.

     Agora, os cientistas investigam como essas bactérias interferem na gordura corporal. Uma das possibilidades é a de que alguns tipos de bactérias, mais frequentes no trato intestinal dos gordinhos, extraiam a energia dos alimentos e a repassem para o organismo do indivíduo, induzindo ao ganho de peso.

      Enquanto isso, outras bactérias, mais comuns no intestino dos magros, extraem e consomem essa energia, o que favorece a manutenção de um corpo esbelto.

     O objetivo das pesquisas é criar um tratamento para a obesidade com base no mecanismo de atuação das bactérias intestinais. "Só é preciso tomar cuidado para não aparecerem ‘milagreiros’ oferecendo tratamentos com antibióticos ou probióticos que prometam o fim da obesidade", alerta Saad. Ele explica que a "eficiência" das bactérias varia de pessoa para pessoa e que, hoje, os estudos ainda estão sequenciando o DNA desses micro-organismos para entender melhor o processo.

     Segundo o endocrinologista Alfredo Halpern, professor da Faculdade de Medicina da USP e membro da Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade e da Síndrome Metabólica (Abeso), é plausível que o excesso de peso esteja relacionado a fatores que não são usualmente investigados como causas para o problema. Para ele, o crescimento da obesidade está atualmente desproporcional à modificação dos hábitos da população. "Não vale mais essa história de que o obeso é um sem-vergonha que come muito e que não se exercita. Há uma série de outros fatores que contribuem para isso", diz.

     Segundo Halpern, o trabalho de Saad traz um campo novo de estudos e uma esperança de tratamentos para o futuro. "Além de sabermos que obesos têm bactérias diferentes das de pessoas magras, algumas experiências mostram que se pegarmos as bactérias de um animal obeso e passarmos para o animal magro, ele tende a engordar", explica.

     Embalagens e pesticidas têm ligação com a gordura


     Entre as causas não clássicas de obesidade discutidas ontem no 15º Congresso Brasileiro de Obesidade e Síndrome Metabólica estão os disruptores endócrinos. São substâncias tóxicas que interferem na ação dos hormônios corporais e podem estar em plásticos, agrotóxicos, produtos de limpeza e embalagens de alimentos. A mais popular delas é o bisfenol A, que foi alvo da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) no mês passado - quando os fabricantes, em todo território nacional, passaram a ser obrigados a informar a presença do composto em seus produtos.

     Testes em laboratório comprovaram que substâncias como o bisfenol A, presente em latas de refrigerante e até em mamadeiras, aumentaram o risco de obesidade em ratos, relata o médico Nelson Rassi, chefe da Divisão de Endocrinologia do Hospital Geral de Goiânia e professor visitante do Jackson Memorial Hospital, da Universidade de Miami. Segundo ele, um levantamento nos EUA mostrou que 95% das crianças e adolescentes daquele país apresentam bisfenol A na urina. Outro composto que teria relação com a obesidade, segundo Rassi, é o ftalato, usado em plásticos, perfumes e loções. De acordo com ele, a substância teria a capacidade de aumentar o volume das células corporais. A tributirina, fungicida usado no tratamento de madeiras, exerceria efeito similar, diz Rassi.

     Professor da Universidade de Pernambuco, o médico Luiz Henrique Griz apresentou, com base em um compilado de estudos internacionais, a possível relação entre cálcio, vitamina D e ganho de peso: quanto menor o consumo desses nutrientes, maior o risco. "Vitamina D e cálcio não são uma solução mágica para perder peso, mas têm papel importante nesse processo."

     Maus hábitos ainda pesam mais na balança

     A obesidade tem sido alvo cada vez mais frequente de investigações científicas. E não é por acaso: os homens acima do peso, por exemplo, já são maioria no País e também na cidade de São Paulo, segundo o Ministério da Saúde. Além disso, 15% da população da cidade está obesa.

     Mas no caso da capital, os maus hábitos têm grande parcela de culpa. O paulistano está acima da média nacional no consumo de refrigerantes e carne gordurosa. E se exercita menos do que a maioria dos outros brasileiros: na cidade, só 13,7% da pessoas seguem as indicações da Organização Mundial de Saúde para a prática de exercícios, segundo a pesquisa Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para doenças crônicas por inquérito telefônico (Vigitel).

Fonte:- Saúde News é um boletim periódico do www.PlanosDeSaudeOnline.com.br
Neiva Novelli






quarta-feira, 25 de maio de 2011

 
   Saudações Amigas(os) !!!
 
Tenho observado pelas pessoas que me procuram para terapias que muitas ainda não sabem o que é Reiki.
Então, hoje vou falar um pouquinho sobre o Reiki.
 

                         Reiki


     Reiki é uma prática de cura que se originou no Japão.

     Inicia-se uma sessão de Reiki colocando as mãos levemente sobre a pessoa que está recebendo o tratamento, com o objetivo de facilitar a resposta de auto cura.

     Nos Estados Unidos, o Reiki faz parte da Medicina Complementar e Alternativa.


      O Reiki é baseado na idéia de que existe uma energia (ou fonte) universal que suporta as habilidades de cura do corpo inato. Profissionais procuram aceder a esta energia, permitindo que ela flua para o corpo e facilite a  auto cura.

     Profissionais com formação adequada podem realizar Reiki à distância, ou seja, em pacientes que não estão fisicamente presentes no consultório ou clínica.

Efeitos 

 

Experimenta-se um profundo estado de relaxamento durante a sessão.

 

Também pode sentir-se quente, com formigamentos ou sonolência.
 
O Reiki é seguro e sem efeitos colaterais!

Seu Uso

 

De acordo com o Inquérito Nacional de Saúde Americano (2007), mais de 1,2 milhões de adultos utilizaram uma terapia de cura energética, tais como Reiki no ano anterior; e cerca de 161 mil crianças também tiveram acesso a alguma terapia de cura energética neste mesmo ano.


      As pessoas utilizam-se do Reiki para obter o relaxamento, redução do estresse, alívio de sintomas, para melhorar a saúde geral e o bem-estar. 
 
     O Reiki tem sido usado por pessoas com ansiedade, dores crônicas, HIV/AIDS e outras condições de saúde. Também usado por pessoas que estejam se recuperando de uma cirurgia e dos efeitos colaterais causados pelos tratamentos de câncer.

  O Reiki tem sido administrado às pessoas que estão à falecer - além de suas famílias e cuidadores - com a intensão de transmitir uma sensação de paz.

Namastê
Neiva Novelli

 Fonte:-Institutos Nacionais de Saúde

terça-feira, 17 de maio de 2011

 Festival de Wesak 

      Também conhecido como o Festival da Iluminação é o Festival de Buda, o intermediário entre o Centro Espiritual mais elevado, Shambala, e a hierarquia.

     Buda personifica a expressão da Sabedoria de Deus, da Luz, é Indicador do Propósito Divino.

     É o grande Festival do Oriente e um dos mais importantes festivais da Lua Cheia.

     Este Festival ocorre quando o Sol está no signo de Touro. Wesak é uma festa da libertação do despertar e da transfiguração, a jornada de volta ao lar.

     Promove uma ponte entre a humanidade e espiritualidade, e o equilíbrio entre o Eu Inferior e Superior.



Conversando com o anjo...

TENHA UM EXCELENTE DIA !!!

sábado, 14 de maio de 2011


video 
TV Cultura - Programa Rá-Tim-Bum
                         
 
     É importante tomarmos consciência de que tudo que existe no universo é frequencial!

 
citação do livro "Manual do Proprietário" :


METAIS PESADOS: eles danificam as estruturas da ¨nossa máquina¨.
 


     ...cada átomo tem uma frequência. Quando os átomos formam moléculas, possuem outra frequência e, assim, essas moléculas formam células, que possuem uma frequência quando saudáveis e outra quando doentes.

     Quando somos contaminados por metais pesados através da inalação de partículas, ingestão de alimentos e bebidas ou pela absorção da pele e mucosas, esses metais vão causar distorções de frequências em nosso organismo.

     Causando assim diversas alterações de reações bioquímicas, como a diminuição da capacidade do sistema imunológico, bloqueios hormonais, alterações endocrinológicas, alterações da função das membranas celulares que propiciam que o ¨bio-terreno¨ fique predisposto à degeneração.

     Tudo no universo precisa de provedor energético e os metais pesados são os provedores energéticos das doenças .

     Os metais pesados podem estar  envolvidos com todas as doenças.

     Quando nos desintoxicamos retirando a ação dos metais pesados, a doença regride ou se torna mais fácil de ser tratada.


Autor :  Dr. Edmond Saab Jr.

quinta-feira, 12 de maio de 2011

NAMASTÊ


Sobre Biorressonância...


     É um método terapêutico biofísico que trabalha com as oscilações eletromagnéticas do próprio corpo, ou seja, informação da frequência de vibração que as células corpóreas fornecem.

Isto significa:

    A biorressonância utiliza seu próprio campo energético para seu tratamento.
     É simples: seu corpo (órgãos, células, tecidos, etc.) emite sinais eletromagnéticos em forma de oscilações. E cada região ou conjunto de células que compõem seus órgãos têm uma frequência (informação) específica. Quando estas oscilações estão desordenadas da frequência original (saúde plena), devido à desvios alimentares, emocionais e físicos, há uma tendência de surgimento de doenças relacionadas àquele desequilíbrio, que variam de pessoa para pessoa, dependendo da estrutura física e resistência orgânica e intensidade do desvio relacionado.

     Para detectar-se essas anomalias, existem várias técnicas, que vão desde a investigação das queixas do paciente à uma detecção eletrônica por aparelhos dedicados, que captam essas oscilações através de eletrodos posicionados em seu corpo e as modifica eletronicamente, retornando com oscilações terapêuticas.

     Sinais prejudiciais ao corpo, como por exemplo provocadas por alergenos, são reduzidos e até eliminadas. Isto ativa e reforça a imunidade, equilibrando a saúde.

     A biorressonância também utiliza para sua recuperação oscilações de substâncias como por exemplo nutrientes, vírus, bactérias ou fungos intoleráveis como também metais pesados, agrotóxicos, poluição e materiais odontológicos. Se você estiver sobrecarregado de alguma destas substâncias, as reações energéticas sobre seu corpo podem ser neutralizadas e eliminadas via urina, suor e fezes. Isso leva a um reforço da imunidade e da capacidade de cura. Por isso é importante que as informações prejudiciais sejam diminuídas ou eliminadas, também é importante salientar a necessidade de se tomar muita água, e de boa procedência no decorrer do tratamento. Bem isso é o que faz a biorressonância.

     Naturalmente, a biorressonância tem seus limites. Existem campos nos quais ela ainda não pode ajudar, p. ex., em danos genéticos, disfunções psíquicas e tecidos danificados. O objetivo principal é dar ao corpo a possibilidade da auto-cura.
 
Doenças tratadas com sucesso pela biorressonância:
  • Inflamações agudas e cronicas, por exemplo, dos intestinos grosso e delgado
  • Gastrite
  • Alergias agudas e cronicas, como asma brônquica, rinite alérgica e dermatites
  • Alergia alimentar e outras doenças alérgicas
  • Neurodermite
  • Doenças reumáticas
  • Enxaqueca
  • Problemas odontológicos, entre outros.


     Neiva Novelli
          Terapeuta

     neivanovelli@yahoo.com.br
     neivanovelli@hotmail.com
     Neiva Novelli Dias (facebook)
     http://reikilibrandoquantico.blogspot.com

    11 9356 8643


quarta-feira, 4 de maio de 2011

" NÃO FAÇA TEMPESTADE EM COPO D'ÁGUA..."


      ... e  tudo  na  vida  são  copos  d'água  !!!             

LOUVOR  E  CULPA  SÃO  A  MESMA  COISA !!! 

     Uma das lições inevitáveis que a vida proporciona é termos que lidar com a desaprovação dos outros.Pensar que o louvor e a culpa são a mesma coisa, é uma maneira esquisita de nos fazer lembrar do velho adágio que diz  que ninguém jamais será capaz de agradar a todo mundo ao mesmo tempo.
Nosso índice de aprovação provém de nossa família, amigos e colegas de trabalho, o que significa que não está propenso a aumentar além de certo ponto.
     
     A verdade é que todo mundo tem o seu próprio repertório  de parâmetros que serve para avaliar a vida, e nossas idéias nem sempre combinam com as de outras pessoas. Por algum motivo, no intento, a maior parte de nós luta contra um dado inevitável. Nós nos sentimos magoados, feridos e frustrados, de maneira geral, quando as pessoas rejeitam nossas idéias, nos dizem não, ou nos manifestam algum tipo de desaprovação.

     Quanto mais cedo aceitarmos o inevitável dilema de que nunca receberemos a aprovação de todo mundo que cruza nossa frente, mais fácil nossas vidas se tornarão.

     Quando você começar a se preparar para sua cota de desaprovação, ao invés de lutar contra o fato, passará a desenvolver uma ferramenta útil para auxiliá-lo em sua jornada. Em vez de se sentir rejeitado pela desaprovação, você pode tentar acionar em sua mente a frase: "Voltou. Tudo bem." Você aprenderá a se mostrar agradavelmente surpreso, até grato, a cada vez que receber o cumprimento que merece.

     Há dias em que experimento um pouco de elogios e culpas, ao mesmo tempo. Alguém me contrata para falar e alguém mais não quer; um telefonema me traz boas notícias, o outro um novo dado que tenho que contornar. Uma de minhas filhas esta feliz com o meu comportamento, a outra combate meu modo de ser. Alguém diz que sou legal, outro alguém garante que sou egoísta porque esqueci de retornar sua ligação. 

     Essas idas e vindas, coisas boas e más, as aprovações e as desaprovações são parte da vida de todo mundo. Tenho que admitir , prefiro lidar com o elogio do que com a desaprovação. Me faz sentir melhor e é muito mais fácil de aceitar.

     Quanto mais feliz me torno, no entanto, menos dependente me descubro, em nome do meu bem-estar.


Richard Carlson, ph.D.


Namastê!